Linhas Pedagógicas: Veja Como Elas Funcionam E Qual Tem

21 Mar 2019 11:00
Tags

Back to list of posts

[[image https://s3-us-west-2.amazonaws.com/courses-images-archive-read-only/wp-content/uploads/sites/903/2015/12/23225526/Place.png"/>

<h1>Rubens Barbosa: Profiss&atilde;o: Pol&iacute;tico</h1>

<p>Rio - De olho na elei&ccedil;&atilde;o, O DIA lan&ccedil;a hoje um projeto pra discutir, com os eleitores da Regi&atilde;o Metropolitana, os desafios do Estado nos campos econ&ocirc;mico e social pro pr&oacute;ximo quadri&ecirc;nio. O DIA: Nessa elei&ccedil;&atilde;o, 4 candidatos ao Pal&aacute;cio Guanabara t&ecirc;m sintonia com o governo federal e realizam quest&atilde;o desse apoio. Uma circunst&acirc;ncia in&eacute;dita no Rio.</p>

<p>Isto &eacute; realmente decisivo? MAURO OS&Oacute;RIO: Ningu&eacute;m brigou mais com o governo federal que o Carlos Lacerda pela data do Jango. E, administrativamente, talvez ningu&eacute;m tenha feito mais do que ele pela gest&atilde;o do estado da Guanabara. Assim sendo, eu tenho procurado relativizar isso. At&eacute; porque, do ponto de visibilidade republicano, fica um tanto complicado, ou seja ou &eacute; desta forma ou n&atilde;o vai atingir avan&ccedil;ar?</p>

<p>Acho que este nunca foi o principal defeito do estado do Rio de Janeiro. Quais seriam as quest&otilde;es centrais? MAURO OS&Oacute;RIO: O estado tem uma m&aacute;quina p&uacute;blica envelhecida. No governo Cabral at&eacute; foram feitos alguns concursos, contudo tudo muito t&iacute;mido. A t&iacute;tulo de exemplo, nos anos 1980, havia 1.Duzentos engenheiros no estado; neste momento, s&atilde;o 400. O Rio passou por uma decad&ecirc;ncia muito vasto.</p>

<ul>
<li>309 Re: S&atilde;o Ludgero</li>
<li>474 Indica&ccedil;&atilde;o de exclus&atilde;o r&aacute;pida pra p&aacute;gina Ordem:Nascidos em 582 a.C</li>
<li>Quais produtos tem que ser utilizado segundo o teu tipo de pele</li>
<li>Escola Virtual (EV) da Funda&ccedil;&atilde;o Bradesco</li>
<li>68 - Minha irm&atilde; depositou valores em minha conta-corrente. Como declaro? ( clique aqui! .S.F.L.) clique em meio a pr&oacute;xima p&aacute;gina do site /li&gt;</li>
</ul>

<p>Aus&ecirc;ncia planejamento. Nenhum dos programas de mestrado e doutorado das universidades do Rio tem uma linha de busca espec&iacute;fica sobre o assunto economia regional ou do Rio de Janeiro. MARIA APARECIDA: Os jornais do Rio se chamam ‘Jornal do Brasil, ‘O Globo, O DIA, ‘Extra. Voc&ecirc;s querem expor que n&atilde;o trazem o nome do estado junto?</p>

<p>MAURO OS&Oacute;RIO: &Eacute;. Em S&atilde;o Paulo, eles trazem o nome. Entretanto tudo isso n&atilde;o &eacute; s&oacute; em raz&atilde;o de o Rio agora foi capital. Neste local, nunca foi s&oacute; burocracia. visite a pr&oacute;xima no site de Janeiro tem uma hist&oacute;ria nacional. MARIA Este site da Internet : O Rio de Janeiro &eacute; a sala de estar do Brasil. VITOR MIHESSEN: A gente a toda a hora cota desta pergunta de que o fato de ter sido capital nacional trouxe uma centraliza&ccedil;&atilde;o de decis&otilde;es e investimentos e essa centralidade ainda perdura.</p>

<p>MAURO OS&Oacute;RIO: Essa &eacute; a nossa hist&oacute;ria. N&atilde;o tinha elei&ccedil;&atilde;o pra prefeito, o que diminui mais o debate sobre a pergunta local. O prefeito foi nomeado http://www.negociosbillboards.net/?s=negocios . E o Rio sofreu como ningu&eacute;m as cassa&ccedil;&otilde;es depois do Golpe Militar. Aqui, foram cassadas a direita e a esquerda. O Rio de Janeiro passa a ter um marco de poder corrupto a partir das cassa&ccedil;&otilde;es. visite este site aqui viol&ecirc;ncia provocou uma despolitiza&ccedil;&atilde;o nas gera&ccedil;&otilde;es seguintes ? MAURO OS&Oacute;RIO: O clientelismo surge a partir das cassa&ccedil;&otilde;es de 1964. Leia o Artigo Completo do Rio &eacute; mais desestruturada do que as de Minas Gerais, do Rio Enorme do Sul e de alguns estados do Nordeste.</p>

Refer&ecirc;ncia pra esse post: http://ensinamaisnovidades17.jiliblog.com/18975787/edital-do-bndes-sai-at-junho-nos-n-veis-m-dio-e-superior-o-dia

<p>MARIA APARECIDA: Tem outra coisa, Mauro. H&aacute; uma baixa institucionaliza&ccedil;&atilde;o do Rio. Em tal grau o estado como a prefeitura tem uma suporte institucional muito fraca. As pessoas se prendem menos &agrave;s corpora&ccedil;&otilde;es e mais &agrave;s figuras pol&iacute;ticas carism&aacute;ticas. E como isso pode ser modificado? MAURO OS&Oacute;RIO: Eu acredito que, se a gente quiser meditar o futuro do Rio, temos de come&ccedil;ar pelo planejamento.</p>

<p>O governo at&eacute; tem uma Secretaria de Planejamento, por&eacute;m &eacute; bem mais para or&ccedil;amento e gest&atilde;o de pessoal. A prefeitura do Rio n&atilde;o tem. Como pensamos uma reestrutura&ccedil;&atilde;o da m&aacute;quina p&uacute;blica? &Eacute; preciso elaborar uma ag&ecirc;ncia metropolitana. S&atilde;o Paulo e Minas t&ecirc;m. Cons&oacute;rcios intermunicipais, or&ccedil;amento territorializado por munic&iacute;pio ou regi&atilde;o. Por exemplo, como pode Friburgo n&atilde;o ter 500 empregos em turismo? MARIA APARECIDA : Isto mostra a inexist&ecirc;ncia de institucionaliza&ccedil;&atilde;o da pol&iacute;tica. A inquieta&ccedil;&atilde;o de quem est&aacute; l&aacute; gerindo deixar um legado de pol&iacute;ticas p&uacute;blicas para que pessoas vier depois poder prosseguir.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License